Home » Psicologia Infantil » A Terapia Infantil – como funciona?

A Terapia Infantil – como funciona?

Com frequência me questionam os pais e/ou os adultos cuidadores como funciona a terapia infantil, pois devido a pouca idade as crianças não conseguem ainda elaborar verbalmente sobre suas dificuldades e as situações que os afligem. E, realmente eles não falam, e não somente os pequenos, pois muitos adultos também possuem dificuldade de falar sobre seus sentimentos.

como-fazer-brincadeira-com-as-criancas-1 (1)

Elas não se expressam através da linguagem verbal, porém de inúmeras formas  conseguem demonstrar suas emoções: Desenhos, brincadeiras de faz-de-conta, jogos e brinquedos em geral podem ser facilitadores para as crianças se expressarem. E, da mesma forma, o psicólogo utiliza essas mesmas vias para realizar as intervenções apropriadas à demanda do atendimento.

Através da identificação com um personagem de uma história de faz-de-conta podemos “contar” sua própria realidade, expressar seus medos,  tristezas, raiva e demais sentimentos. E, através da mesma brincadeira, continuar “contando” novas formas de a criança  poder lidar de alguma forma com aqueles sentimentos, e/ou situações que vivencia, dessensibilizando assim suas emoções intensas e ampliando seu repertório de comportamentos.

A medida que cresce a criança desenvolve um raciocínio mais abstrato, porém para crianças pequenas é importante dispor de brinquedos, atividades com papel, lápis, caixas e demais materiais que tornam as emoções e comportamentos concretos. Com um jogo por exemplo, podemos pontuar, ajudando a criança a se perceber, e a entrar em contato com as suas emoções. Um walkie-talkie pode auxiliá-las a “tomar distância” permitindo muitas vezes que falem de seus sentimentos. Algumas crianças podem precisar de uma sensação de segurança e podemos então inventar algo concreto que propicie esse sentimento, como esticar um tecido de um móvel ao outro formando uma barraca, um espaço de contenção. Um estetoscópio de brinquedo pode ajudar a criança a encontrar onde se localiza determinada emoção em seu corpinho. Esses são alguns exemplos de como pode funcionar a terapia infantil, porém existem diversas possibilidades terapêuticas. É preciso muita criatividade e sensibilidade para tratar das crianças, criando metáforas que os ajudem a se localizar em sua realidade.

As crianças quando vem à terapia estão vivenciando algum tipo de dor, e isto pode torná-las irritáveis, ansiosas ou agressivas. É preciso vê-las com um olhar amoroso e paciente, e direcionar o processo terapêutico com o devido cuidado, e,  para se conseguir isto, não existe solução milagrosa em curto prazo. É preciso respeitar a  sua dor enquanto ela é encorajada a experenciar suas emoções e tratá-las. E isto pode ser possível alcançar por intermédio do brincar, que é a linguagem natural das crianças. Através do lúdico é possível a expressão e a intervenção com os pequenos. As brincadeiras abrem redes neuronais positivas, propiciando a criança armazenar  os conteúdos de uma forma prazerosa.

Também é importante ressaltar que existe diversas forma de se fazer terapia, muitas abordagens podem tratar ou direcionar de formas mais específicas ou diferentes.